Esculturas de Amadasi fundem formas femininas com o sonho

Diário do Grande ABC -Da redação

“Um escultor de sonhos” – Assim o artista plástico argentino, radicado em São Bernardo do Campo, Ricardo Amadasi, se define em sua fase atual. Ele apresenta hoje, no núcleo Henfil, em São Bernardo , a serie da 16 esculturas, em resina poliéster, criadas nessa fase onírica.

Amadasi partiu de dois sonhos, que ele teve, para construir peças quentes, roliças, onde o corpo feminino tem papel preponderante. Para o artista, passar a uma atividade mais intimista é uma seqüência lógica de sua obra, sempre voltada para a observação da realidade urbana. “O sonho agudiza a visão percebi que, dentro dele, havia uma profusão de imagens, de riqueza plástica surpreendente. Havia chegado a hora de concretizá-la em esculturas”- explica . Amadasi vê o momento como totalização de sua personalidade criativa, enriquecida pela liberdade. “Do trabalhar com a realidade, partimos de valores estabelecidos. O sonho é surpreendente, permite voar” – acredita. Ele diz que aborda o sonho mais como possibilidade plástica do que como sentido simbólico, sem no entanto, descartá-lo.

Nessa série, ele acredita que essa busca tem um lado mais poético, mais intimista do tema. A delicadeza de sua postura frente do tema deixa a marca nas curvas harmônicas, desprovistas de arestas. “ É como se estivesse modelando a escultura e acariciando a pela da mulher” – explica.

Trecho do texto da redação

Consulte Esculturas de Amadasi fundem formas femininas com o sonho - Diário do Grande ABC, 23 de outubro de 1992

<< Voltar